4 passos para falar bem em público

4 passos para falar bem em público

Não importa de onde vem seu salário, lucros ou clientes, aprender a se comunicar para plateias, grandes ou pequenas, pode aumentar suas chances de sucesso na carreira.

Se você faz treinamentos corporativos, tem que apresentar informações, dados ou exercícios para o público – e com certeza não vai querer que eles fiquem entediados e falem mal das suas aulas.

Se você é um escritor, seus leitores vão pedir para você falar sobre o livro em seus clubes ou em sessões de autógrafos.

Se você for um CEO ou diretor – seja de uma organização grande ou pequena – se reunirá com grupos de fornecedores estratégicos ou executivos de clientes.

Se você é uma estrela em sua organização, seu chefe te enviará para falar em conferências do setor ou seus colegas te convidarão para compartilhar suas experiências para ajudá-los a ter sucesso.

Então, como saber se você tem um talento natural para falar bem em público?

 

Faça um teste.

Passo 1: Identifique e selecione um tópico sobre o qual você quer falar: um filme favorito, uma experiência horrível de atendimento ao cliente, a brincadeira mais engraçada que alguém fez durante seus dias de ensino médio ou faculdade ou talvez um conflito que você está tendo com um familiar ou amigo.

Passo 2: Sozinho, em sua casa ou no trabalho, conte essa história em voz alta e grave no seu celular (gravação de vídeo, não apenas áudio).

Passo 3: Revise e analise a gravação. Você falou de um jeito que engajou as pessoas? Você pareceu sincero, autêntico e relaxado? Você estava com a energia alta? Você estava animado ou muito para baixo para manter a atenção de alguém?

Passo 4: Se você não tiver certeza sobre sua autoanálise, peça a um amigo ou colega para ouvir sua gravação.

Quer você goste ou não do que gravou, você pode querer melhorar suas técnicas com os seguintes segredos de oradores experientes:

 

Dicas de oratória para passar de orador amador a orador profissional
1. Dê o melhor de si em cada ocasião
Ouvimos muito sobre autenticidade e sinceridade, sobre ser você mesmo. Mas a maioria de nós são “eus” diferentes em diferentes ocasiões com pessoas diferentes.

Por exemplo, ao levar nossos filhos ou netos no McDonalds, nos vestimos, falamos e gesticulamos de uma maneira diferente da que fazemos em um casamento, por exemplo. Adaptamos nossas escolhas de palavras, tom de voz, gestos, postura e movimentos de acordo com o público e a ocasião.

Nunca seja chato ou tenha baixa quando você simplesmente pretende ser casual ou informal em sua apresentação.
Então, como orador público, apresente o seu melhor para cada audiência e ocasião específica.

2. Use gestos que tenham a ver com o conteúdo
Em vez de usar gestos familiares e repetitivos, faça com que seus movimentos correspondam às suas ideias.

Os gestos pintam uma imagem das palavras enquanto você fala. Eles também reforçam ideias-chave. Seus gestos ajudam os ouvintes a visualizar o que você está descrevendo. Com simples movimentos, você pode dar ao público uma ideia da cena ou da situação original, e a mente do ouvinte preencherá o resto. Os sentidos expandem a experiência para tornar sua fala memorável.

Lembre-se também: quanto maior a sala, maiores devem ser seus gestos para incluir seu público. Para aumentar sua presença, levante os braços do ombro e mova-os para fora do tronco do corpo em vez de para dentro, em direção ao corpo (a menos, é claro, que você esteja se referindo a si mesmo enquanto fala). Esses gestos grandes e fluidos transmitem sua abertura para o grupo e dão a você uma presença maior.

3. Mexa-se com propósito
Nunca ande para frente e para trás, vagando pela área do palco sem rumo. Plante seus pés. Faça um ponto. Em seguida, mova-se para um novo local durante a transição. Para o público, sua posição no palco equivale a um parágrafo em uma página. O movimento ajuda a compreensão.

4. Module sua voz – volume, intensidade, inflexão, ritmo
Evite a todo custo fazer um discurso monótono. Considere sua inflexão de voz como uma caneta marca-texto. Para sublinhar um ponto-chave, faça uma pausa antes e depois da frase. Você pode até repetir, aumentar ou diminuir a voz para dar mais ênfase. Depois de algumas frases rápidas, diminua a velocidade para deixar seu ponto principal entrar profundamente na consciência do ouvinte.

Basicamente, você quer falar de uma maneira natural de contar histórias. Com que paixão você contaria essa história ou daria essa informação a amigos durante o jantar? Use esse mesmo estilo na frente de um público maior.

Incorpore essas dicas e você provavelmente será um orador bem-sucedido – quer você ganhe ou não um salário ou honorários por sua palestra!

 

Fonte: Forbes | 23/09/2022

 


ENTRE EM CONTATO



Rua Francisco Otaviano, 893
Jd. Chapadão, Campinas-SP
(19) 99518-7667